Faça-se Sócio!

Seja sócio e assista a todos os jogos gratuitamente.

Mancha Vermelha

A claque Mancha Vermelha apoia a ADPB.

Um clube com história

As origens e história da nossa Associação.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

Veteranos [16ª Jornada]: ADPB 6 - 1 Alvarães


A ADPB alinhou com:

Lau Rebola – Carlos Paredes (Fernando Araújo), César Cerqueira, “Filipão” Silva (Rui Viana), Gustinho Costa (Vasco Lima) – Sérgio Silva, João Davide, Hugo Cerqueira – Jorge “Lula” (Nelson Armada), “Perry” Sousa (Mário Vianna) e “Fredo” Pereira (“Tólis” Fernandes).

Equipa Técnica: António Araújo, “Quim da Prova”.

Um jogo que não foi fácil de “desmontar” e que nos permitiu solidificar o segundo lugar na tabela classificativa, beneficiando, também, do empate que se registou no jogo entre o Darquense e o Cerveira.

Uma primeira parte algo equilibrada em que a ADPB se adiantou no marcador por intermédio do Filipão, aproveitando para empurrar para dentro da baliza uma bola que o guarda-redes não conseguiu agarrar após um centro da direita, efetuado pelo Fredo.

Esta vantagem não durou muito tempo e a equipa visitante chegou ao empate logo nos minutos seguintes.

Ainda antes do descanso, o Perry conseguiu repor a vantagem mínima através da marcação de uma grande penalidade, castigo assinalado após uma falta cometida sobre o Fredo. 

Na segunda parte a ADPB entrou “demolidora” e o Alvarães viu, em pouco tempo, a sua defensiva sofrer três golos.

Primeiro, um bom cabeceamento do Perry, após um centro que o Fredo realizou na esquerda do ataque. 

Depois, uma vez mais, a bola sai dos pés do Fredo para a corrida do Perry que, já sem ângulo, rematou certeiro, rente ao chão, e colocou a bola entre o poste e o guarda-redes.

Mais tarde, o Serginho corria isolado para a baliza quando foi empurrado pelas costas à entrada da área, falta que o árbitro, prontamente, assinalou. Na conversão do livre, o Hugo colocou a “bola na gaveta”, como se costuma dizer, atirando, com jeito, por cima da barreira e sem hipóteses para o guarda-redes.

Houve, ainda, tempo para um sexto golo, marcado pelo Serginho, após passe do Carlos Paredes.

Como disse no início desta crónica, não foi uma partida fácil. O Alvarães tem um meio campo batalhador e criativo, que lhes permitiu chegar à nossa área, com perigo, por várias vezes. A estatística (vale o que vale) diz que o Alvarães conseguiu dez pontos fora de casa, num total de dezanove conquistados. Ao que parece, o seu campo de terra batida não é só prejudicial aos adversários (relembro que, na jornada inaugural desta época, viemos de lá com um empate a duas bolas).

No próximo sábado, dia 7, vamos ao terreno do Âncora Praia.

J.R. “Lula”

Resultados da 16ª Jornada


Classificação após a 16ª Jornada

0 comentários:

Enviar um comentário