Faça-se Sócio!

Seja sócio e assista a todos os jogos gratuitamente.

Mancha Vermelha

A claque Mancha Vermelha apoia a ADPB.

Um clube com história

As origens e história da nossa Associação.

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Veteranos [19ª Jornada]: Deucriste 1 - 0 ADPB

A ADPB alinhou com:

Victor Nuno – Carlos Paredes, César Cerqueira, “Filipão” Silva (“Tólis” Fernandes), Gustinho Costa (Ricardo Gomes) – Sérgio Silva, João Davide, Hugo Cerqueira –, “Perry” Sousa, “Fredo” Pereira (Paulo Soares) e Mário Vianna (David Cortez). Suplentes não utilizados: Rui Viana, Vasco Lima, Lopinhos "Júnior", Fernando Araújo, Nelson Armada e Jorge “Lula”.

Equipa Técnica: António Araújo, “Quim da Prova”.

Uma derrota, pela margem mínima, em casa do primeiro classificado. A frase anterior pode explicar alguma coisa, mas não explica tudo:

O Deucriste teve mais oportunidades?

Sim. A nossa equipa não conseguiu adaptar-se ao terreno pelado e criou poucas oportunidades de golo. Por sua vez, o Vitor Nuno fez uma mão cheia de boas defesas.

O resultado é justo?

Sim. Pelo número de oportunidades criadas, aceita-se a vitória do Deucriste.

O resultado expressa o que aconteceu na realidade?

Não. Ainda na primeira parte, foi-nos anulado um golo limpo. Numa bola bombeada para a área do Deucriste, um defesa cabeceou a bola para dentro da própria baliza e o árbitro auxiliar resolveu assinalar fora-de-jogo ao Perry, quando este não se fez ao lance e, ainda por cima, estava longe do defesa que marcou o autogolo.

Ora, num jogo típico “quem marcar primeiro, quase de certeza ganha a partida”, este golo mal invalidado poderia ter feito diferença. Quanto mais não seja, tínhamos saído de lá com um empate.

Mas, voltemos ao início da partida.

A equipa da casa entrou bem em jogo e mostrou porque razão vão em primeiro lugar: estão completamente adaptados às condições do seu terreno de jogo (pelado), são bem organizados defensivamente, poderosos fisicamente, exercem uma pressão imediata sobre o adversário que tem a bola e tem jogadores que “tratam bem a bola”. Mas, reconheço que este campeonato tem equipas a praticar melhor futebol do que eles. No entanto, o que conta são os pontos alcançados.

Mesmo não jogando bem, chegamos ao intervalo com o resultado em branco (com o tal autogolo que nos foi mal invalidado e com o Vítor Nuno a ser o principal responsável pelo empate registado).

A segunda parte começou da pior maneira possível. Logo nos primeiros minutos, numa jogada de insistência do Deucriste (em que alguns dos elementos da nossa equipa alegam ter havido fora-de-jogo), a nossa defensiva foi muito lenta, “esteve com cerimónias” a aliviar a bola e a equipa da casa inaugura o marcador.

Tentámos dar a volta ao jogo e ao resultado mas, quer por culpa do terreno, quer por falta de inspiração, não melhoramos o futebol praticado e o Deucriste manteve sempre a sua consistência defensiva.

Registo, também, que o tempo de desconto dado pelo árbitro da partida me pareceu pouco, dado o número de paragens devido a lesões e ao tempo que demorava a haver uma nova bola de jogo sempre que a bola saía de campo. Se fosse uma partida em que houvesse muitos conflitos entre jogadores e toda aquela confusão que se gera nos minutos finais, aceito que o árbitro quisesse acabar o mais rápido possível com o jogo, mas não era o caso.

No próximo sábado, dia 28, recebemos a equipa da Correlhã, uma formação que nos derrotou na primeira volta mas não me convenceu e que, em 2015, apresenta uma série de vitórias e empates contra equipas fortes. Prevejo, por isso, um jogo muito difícil mas que temos de ganhar, se pretendemos manter a esperança em chegar ao título.

J.R. “Lula”

Resultados da 19ª Jornada

Classificação após a 19ª Jornada


Não escrevi a crónica do jogo entre a ADPB e a equipa das Neves, referente à 18ª jornada, porque este foi adiado. Eis a tabela dos resultados dos jogos que se realizaram nesse dia:

Resultados da 18ª jornada (realizada a 14/02/2015)

0 comentários:

Enviar um comentário